Neste período de distanciamento social e enquanto o complexo permanece fechado para visitação, a equipe da Vinícola Villa Santa Maria faz um trabalho intensivo nas plantações das uvas Syrah e Sauvignon Blanc, para produção de Inverno. “A equipe trabalha com equipamentos de proteção individual (EPIs) e todos os cuidados que o momento exige”, explica Guto Carbonari, responsável por Agronomia e Vinhos.

A colheita da Syrah está prevista para ocorrer entre o final de julho e o começo de agosto, com expectativa de 25 toneladas da uva. Já a Sauvignon Blanc deve produzir entre 7 a 10 toneladas de uva, com previsão de colheita final no período entre final de junho e começo de julho. “Está correndo tudo muito bem com o manejo da safra, as uvas bastante sadias”, explica Carbonari. Ao todo no vinhedo são 30 mil pés em formação e outros 30 mil pés em produção, sendo que no Inverno esse percentual é de 20 mil pés produzindo.

A Syrah é resistente aos climas mais quentes e aprecia manhãs frias, adaptando-se muito bem a Serra da Mantiqueira. Através da inversão das podas é possível obter, entre os meses de junho a até agosto, colheitas excepcionais. A Syrah vem ganhando destaque nos vinhedos da Vinícola Villa Santa Maria/Vinhos Brandina.

A Sauvignon Blanc é uma casta de uva branca da família da Vitis vinifera, originária da região da Bordeaux, na França. Produz vinhos secos e refrescantes que possuem, como principais características, seus aromas minerais, vegetais e toques frutados.

A equipe da Vinícola está realizando ainda a manutenção do restante de toda a propriedade, colocando tudo em ordem para a expectativa de abertura aos clientes após este necessário período de distanciamento social para evitar o alastramento do coronavírus.