A Vinícola Villa Santa Maria, em São Bento do Sapucaí, na Serra da Mantiqueira, ganhou espaço em duas importantes publicações do jornalismo brasileiro no mês de agosto. Reportagem de capa da versão paulista de Veja, sobre a reinvenção do turismo em tempos de pandemia, trouxe ampla análise a respeito de destinos próximos da Capital neste momento de retomada gradual das atividades econômicas e cotidianas.

A participação da Villa se insere num contexto de busca por roteiros charmosos e contemporâneos, que são atraentes para o público paulistano não só pela localização estratégica (Serra da Mantiqueira, divisa com Minas Gerais, a poucas horas de São Paulo), como também pelo perfil de entretenimento que oferece, com ótima aceitação do público.

A reportagem dos jornalistas Pedro Carvalho e Sérgio Quintella destacam regiões turísticas de São Paulo como o Litoral, o circuito de águas termais do Noroeste paulista, a área central com o turismo de aventura,  a Grande São Paulo e o entorno de Campos do Jordão, com referência à encantadora São Bento e as belezas da Pedra do Baú.

No texto, que exalta a proteção e o equilíbrio da Mantiqueira, a Villa merece um elogio por seu projeto arquitetônico que preserva e valoriza a natureza. Além disso, a Veja São Paulo ressalta a excelência da produção da vinícola, classificada na reportagem como “refúgio de vinhos de qualidade”, em referência ao Brandina (www.brandina.com.br) O portfólio, aliás, está disponível no e-commerce do site (www.villasantamaria.com.br) para quem quiser conhecer. Célia Carbonari, arquiteta e sócia-proprietária, fala em nome da Vinícola Villa Santa Maria para a Revista Veja São Paulo. A reportagem pode ser conferida no link https://vejasp.abril.com.br/cidades/capa-turismo-local-sp-pandemia/

Revista Elle Brasil

A versão digital da revista Elle Brasil reservou um espaço generoso para a experiência da Vinícola Villa Santa Maria na produção do hidromel. Em reportagem bastante cuidadosa, com análise técnica, referências culturais, históricas e até literárias, o jornalista Sergio Crusco apresenta um guia completo da bebida, que está sendo cada vez mais apreciada. Para falar sobre esse produto que ganha cada vez mais espaço no Brasil, a Villa destacou Guto Carbonari, um dos sócios-proprietários e responsável pelas áreas de cultivo e vinificação da vinícola.

No texto, Guto Carbonari lembra que foi instigado a fabricar hidromel por um primo, especialista em melhoria genética de abelhas nativas, com o mel de floradas silvestres da região de Campos de Jordão. “É preciso ter cuidado, como em qualquer processo. Fazemos apenas um tipo de hidromel tradicional e doce. Para que ele se mantenha delicado, empregamos as mesmas leveduras usadas na fermentação de espumantes. Depois ele passa por um estágio rápido em madeira, de cerca de dois meses”, relata.

A reportagem realça que o sucesso foi tanto que a vinícola investiu em um apiário próprio em sua propriedade, onde as abelhas trazem para o mel aromas de manacá-da-serra e quaresmeira, entre outras flores que colorem õ entorno. Para conferir a reportagem na Elle Brasil basta clicar no link https://elle.com.br/lifestyle/voce-ja-experimentou-hidromel. Só lembrando que o hidromel Brandina pode ser adquirido também pelo e-commerce da vinícola no endereço www.brandina.com.br.  A reportagem da Elle, inclusive, cita que o hidromel da Villa “é um belo exemplar que faz bonito na hora de presentear”