A Vinícola Villa Santa Maria realizou a colheita da variedade Syrah nesta primeira quinzena de agosto, entre os dias 10 e 14. “A sanidade está muito boa e o brix indica teor de vinho fino de altíssima qualidade, por conta do veranico do último período, que ajudou na maturação da uva”, explica Guto Carbonari, responsável por Agronomia e Vinhos da vinícola. Tecnicamente, Brix é uma escala usada por enólogos para medir a proporção de açúcar na uva antes e durante a colheita. A previsão é de colher aproximadamente 25 toneladas, resultado de pés plantados em 2014.

Segundo Carbonari, a vinícola tem planejamento de usar esta colheita da Syrah  em dois novos vinhos Brandina . “Com uma parte dos talhões iremos produzir agora um vinho jovem.  E com os talhões Premium será confeccionado daqui a aproximadamente dois anos um vinho de guarda, barricado, de altíssimo nível”, projeta.

A origem da uva Syrah, ou Shiraz, é cheia de mistérios e lendas. Há dúvidas se ela teria viajado por vários continentes até chegar ao Vale do Rhôde ou se seria nativa daquela região francesa. O vale francês foi quem deu tradição a esta variedade, de cor intensa e riqueza de taninos e aromas.

A Syrah é resistente aos climas mais quentes e aprecia manhãs frias, adaptando-se muito bem à Serra da Mantiqueira. Com a colheita de Inverno, entre os meses de junho e agosto, é possível obter resultados excepcionais. A Syrah vem ganhando destaque nos vinhedos da Vinícola Villa Santa Maria/Vinhos Brandina.